População pobre de SP sofre com falta de médicos nas periferias
A cidade de São Paulo conta com 47,3% dos médicos do Estado, o que significa 4,98 profissionais por mil habitantes. Apesar disso, sobram médicos no centro e faltam na periferia. De acordo com pesquisa da Faculdade de Medicina da USP, em matéria publicada pela Folha de São Paulo, 45% dos médicos que atuam na atenção primária à saúde da zona Leste abandona o emprego no primeiro ano, deixando a população desassistida. #Periferia #Saúde #SãoPaulo
COMENTÁRIOS
APOIO CULTURAL