WhatsApp admite irregularidades na eleição ganha por Bolsonaro em 2018
O WhatsApp admitiu, pela primeira vez, que a eleição brasileira de 2018 teve uso de envios maciços de mensagens, com sistemas automatizados contratados por empresas. Em palestra na Colômbia, o executivo Ben Sample afirmou que eleições podem ser ganhas ou perdidas com o uso do WhatsApp, e que a empresa já esperava que a disputa no Brasil, em 2018, fosse palco de campanhas de desinformação.
COMENTÁRIOS
APOIO CULTURAL